quarta-feira, 26 de agosto de 2015

UMA CAFETERIA PARA CHAMAR DE SUA!

Acredito que, hoje em dia, são poucas as pessoas que não aproveitam o sabor de um capuccino quentinho pra despertar os ânimos! Então, pense em um lugar minimalista, colorido e aconchegante... Em que, além de provar capuccinos de diversos sabores e salgados assados muito bem preparados, você pode contar com um agradável ambiente vintage, com cada detalhe muito bem planejado. Pensou?! Pois é! A Dona Xícara Café atende a todos esses requisitos. Integrado ao Salão de Beleza e Estética Aline Cândido, o café - que está sob os cuidados da querida Sara Garcia - é uma graça! Fiz alguns registros dos detalhes para deixar vocês com vontade de visitar o lugar o quanto antes. Olhem só!





















E mais, não é aberto apenas para os clientes do salão. Isso não é ótimo?! A Sara, além de comandar o café, também é administradora de seu negócio próprio: Cookies e Tal. Por encomendas, ela mesma prepara cookies para os seus clientes. São 4 os sabores: chocolate, maracujá, amêndoa e castanha. As encomendas deverão ser feitas com duas semanas de antecedência; e as embalagens podem vir com 6 ou 3 cookies, dependendo apenas da necessidade do cliente. Vale muito à pena experimentar, viu? A Sara é comprometida e dedicada, e todo o trabalho que resulta das mãos de pessoas assim só pode ser de muita qualidade. Eu recomendo mesmo!

Eu não poderia deixar de indicar o trabalho da cabeleireira Aline Cândido, que cuida com carinho dos meus cabelos. Também registrei alguns detalhes do salão aqui:






Então, o que acha de fazer uma visita? O endereço é Rua São Sebastião, 99, Monte Castelo - VR | RJ. Passe lá e, depois, venha compartilhar com a gente o que achou.

Beijos e até!

domingo, 23 de agosto de 2015

AS PRINCESAS DISNEY E A MODA DE CADA DÉCADA.

O mais bacana da moda é que ela acompanha o tempo. A cada década, um novo estilo se sobrepõe a outros, e carrega com ele diversas influências. Ontem, me bateu uma curiosidade singular sobre qual era o vestuário específico de cada época. Confesso que eu ainda ficava um pouquinho confusa com as referências. Enquanto pesquisava sobre, encontrei uma ilustração incrível que retrata a tendência de cada época através do visual das Princesas Disney. Não posso negar que fiquei apaixonada. Até a Pocahontas, minha princesa favorita, está presente. Olha só, que bacana!









Como essas imagens dizem muito! Esse é o trabalho da ilustradora e designer Basak Tinli. Você pode conhecer mais sobre o seu trabalho no site. Baseados nessas imagens, qual década o seu estilo reflete mais? No meu caso, fico entre os anos 60 e 70. Estampas, cores e tecidos. Um misto!

Beijos e até!

terça-feira, 18 de agosto de 2015

"O SAL DA TERRA": 4 RAZÕES PARA ASSISTIR.


Tive a oportunidade de assistir ao documentário dirigido por Wim Wenders e Juliano Ribeiro Salgado, sobre o fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado, nesta segunda-feira, 17.


O Clube Foto Filatélico de Volta Redonda exibiu a biografia do fotógrafo para os visitantes, que não pagaram nada por isso. Além do filme, houve uma exposição minimalista de algumas obras de Salgado. Tudo cooperou para que a experiência de assistir ao filme fosse única.

Aqui, listo as 4 razões pelas quais vocês deveriam assisti-lo:

1) O início despretensioso de sua carreira: Sebastião Salgado cursou economia, segundo os desejos de seu pai. Algum tempo depois de conhecer Lélia, sua esposa, Salgado começou a desenvolver um gosto peculiar pela fotografia. A história teve início quando Lélia comprou uma câmera, com a qual Salgado começou a "brincar".

2) O vínculo entre Salgado e sua esposa: Com a carreira (eu diria que "missão" é a palavra ideal) do fotógrafo já deslanchando, entre viagens e mais viagens, Salgado continuava contando com Lélia. Ela e seus filhos estiveram constantemente à sua espera. Não só afetivamente, como profissionalmente, Lélia era verdadeiramente comprometida com Salgado.

3) A face verdadeira da humanidade: O mais especial de tudo. Agora há pouco, eu usei a palavra "missão" para me referir ao trabalho do fotógrafo. Missão de registrar em suas lentes a barbárie que percorreu, e ainda percorre, cantos e mais cantos do mundo. A maldade que permeia muitos corações. A humanidade é verdadeiramente violenta e injusta em alguns lugares do mundo. Às vezes, até muito perto de nós; sem que tenhamos consciência disso; e que nada façamos para mudar essa realidade.

4) A retomada de sentido de vida de Salgado: Desacreditado, Salgado precisou interromper seu trabalho por um tempo, embora as questões humanitárias continuassem despertando o seu interesse. O que o fez voltar à si e que deu a ele um pouco de esperança foi a natureza. Seus registros mudaram. O foco mudou. Com o apoio de sua família, Salgado reflorestou uma área imensa que era, antes, de seu pai. O lugar não mais pertence a eles. Tornou-se um projeto de reflorestamento e revitalização comunitária em Minas Gerais.

Assista ao trailer, aqui:


Espero que essas poucas razões sejam suficientes para despertar o seu interesse. Vale muito à pena, de coração.

Beijos e até!

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

DIY: QUADRINHOS COM FRASES NA DECORAÇÃO!

Comentei há pouco tempo, em um dos textos, que eu havia me mudado de casa. Bem, já nos aconchegamos há 3 meses; mas, vez ou outra, encontramos algum resquício de mudança inacabada pela casa. Além disso, confesso que a decoração ainda está bem fraquinha. Como moro sozinha com o meu pai, esses detalhes estão exclusivamente por minha conta. Dá trabalho, viu?! A vontade é deixar tudo do nosso jeitinho da noite para o dia. Mas, vai sendo assim... Cortina à cortina, quadrinho à quadrinho. Não demora, a casa se ajeita outra vez!

Eu estava incomodada, por exemplo, com o vazio da parede da cabeceira da minha cama. Tudo branco demais! Então, resolvi mudar isso. Comprei há uns dias, 4 porta-retratos pelo valor simplório de R$2,50, cada um. Eles têm as bordas de madeira com uma leve demão de tinta amarronzada. O estilo rústico me agradou bastante. Encontrei em Angra dos Reis mas não me lembro o nome da loja. Estava esperando por relevar algumas fotos para usá-los, mas preferi fazer o seguinte: 
  • retirei a parte de apoio detrás dos porta-retratos;
  • ao invés de fotos, imprimi um verso de uma música do Arnaldo Antunes que gosto, dividido em quatro folhas: Quando você for dormir / Não se esqueça de lembrar / Tudo o que aconteceu / Da aurora até o luar;
  • com o auxílio de uma fita dupla-face (das que suportam pesos suspensos), alinhei os quadrinhos acima da cabeceira.

O resultado foi esse:


 Eu gostei bastante! Mas, caso você ache que o resultado com frases não ficou tão bacana, o mesmo pode ser feito com fotos. A ideia é adaptar a sua preferência! E, claro, fazer com que a sua casinha transmita cada vez mais a sua essência. Ah, ainda aceito dicas de decoração, viu?

Beijos e até!

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

ME RENDI: LIVRO "O PEQUENO PRÍNCIPE" PARA COLORIR.


Definitivamente, O Pequeno Príncipe (Antoine de Saint-Exupéry) é uma história que cativa. E foi justamente por essa razão que me rendi ao tão comentado “livro de colorir”. Muita (mas muita!) gente que eu conheço já havia comprado algum modelo, dos vários que estão disponíveis nas livrarias, bancas, supermercados... Eu, sinceramente, acreditava que a “terapia” me estressaria ainda mais do que o comum um pouquinho. Mas, no meu caso, foi difícil não me envolver quando vi esse principezinho me olhando da prateleira. Encontrei na Lojas Americanas de Angra dos Reis, Rio de Janeiro.






Perceberam que, além dos desenhos originais, o livro também contém a história? É só amor! E você, já se rendeu aos livros de colorir? Qual é o seu "escolhido"?

Beijos e até!

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

PRESENTE DE DIA DOS PAIS? AINDA DÁ TEMPO!


Quando a assunto é o dia dos pais, numa coisa devemos concordar: o estoque de carteiras, cintos, lenços e meias para alguns pais já chegou ao limite (faz tempo!), não é?! Para aqueles que, como eu, já se cansaram da carinha de paisagem do paizão ao receber essas iguarias, preparei uma listinha com alternativas de presentes para variados perfis. Olha só!

1) Filme: Um box com filmes clássicos escolhidos por você, de acordo com o gosto do seu pai. Na semana passada, por exemplo, comprei 4 DVDs para mim: Laranja Mecânica, Bonequinha de Luxo, O Mágico de Oz e Cantando na Chuva. Meu pai ficou tão empolgado e comentando tanto sobre os filmes, que poderiam ter sido uma boa opção de presente para ele. Ô dó! Encontrei nas Lojas Americanas.

2) Música: Uma opção bacana é a Vitrola Crosley … Caso seu pai já tenha alguma outra, pesquisar em bons sebos por vinis diferenciados seria muito bacana. Outra alternativa são os box de CD e DVD de algum cantor ou banda que ele curta. O meu pai, por exemplo, adoraria, já que não é muito “ligado” às facilidades disponíveis na internet.

3) Livros: Bem, tenho três sugestões: O Livro da Economia, Globo Livros; Cabeça de Homem, do Léo Jaime; e Nova Antologia Poética, Vinícius de Moraes. Quem sabe, além disso, uma assinatura anual de uma revista sobre o assunto pelo qual ele mais se interessa?

4) Vestuário: Uma camisa do time de futebol original é tiro-e-queda. Da banda ou filme favorito também são ótimas pedidas. A Poeme-se é uma boa dica de onde encontrar camisas literárias.

5) Bebidas: Duas possibilidades de “combos”: Cervejas artesanais + copos com logos de cervejas variadas (já encontrei copos como esses nas lojas Leader) ou um vinho da preferência dele + um abridor bem bacanão.

6) Culinária: Para os que gostam de assumir o fogão ou a churrasqueira, um conjunto de facas para churrasco + o livro As Deliciosas Receitas do Tempero de Família, do Rodrigo Hilbert, podem ser uma opção. Indico esse livro do Hilbert, por ter receitas menos rebuscadas e editadas de uma forma simples e clara; fácil, até mesmo para quem não está acostumado com as panelas.

7) Beleza: Os perfumes são de praxe. Uma boa pedida para quem conhece a fragrância que o pai prefere. Uma barbeador elétrico e um kit pós barba pode facilitar a vida de muitos pais por aí.

8) Facilidades: Uma coisa me vem em mente: GPS! Todos sabemos as razões.

Confesso que ainda não decidi com o que presentear o meu. Mas, o importante é que, seja o que for, que seja escolhido com carinho e dado com amor. Desde um abraço, até um limousine. Não, pera!

Beijos e até!

Imagem: Site Catraca Livre.

domingo, 2 de agosto de 2015

3 FILMES PARA SE ENCANTAR POR WOODY ALLEN.

Há algum tempo, tenho me identificado com o trabalho do diretor Woody Allen e pretendo, de coração, assistir a todos os seus filmes. Enquanto isso não acontece, venho compartilhar com vocês quais foram os três dos nove que vi que preferi até então, seja por ter aprendido boas lições, por ter me identificado com os personagens ou pelo gostinho do sorriso bobo. Um misto de sensações!

Tudo Pode Dar Certo (Whatever Works), 2009, foi o primeiro filme do Woody Allen ao que assisti; e foi ele o responsável pela minha curiosidade pelo trabalho do diretor e pela minha atual paixão por ele. Aqui, conhecemos a história de Boris Yellnikoff (Larry David), um velho consideravelmente difícil de lidar, eu diria. Isso pela sua incrível prepotência, o que o torna um senhor bastante grosseiro, inclusive com seus alunos de xadrez. Num dado momento, Boris conhece Melodi St. Ann Celestine (Evan Rachel Wood), que é a grande responsável por uma mudança drástica de rotina na vida dele, já que ela, ao pedir abrigo por uns dias em sua casa, não parece ter data para ir embora. Logo, interessa-se por ele. O que mais me cativou foi a troca de conhecimento entre dois (e mais) indivíduos tão diferentes, um desmistificando o outro. De fato, a gente sai de cena acreditando que "tudo pode dar certo".




Vicky Cristina Barcelona, 2008, é envolvente, cativante, sensual e consideravelmente cômico. Em uma viagem à Barcelona, Vicky (Rebecca Hall) e Cristina (Scarlett Johansson), durante uma exposição de arte, conhecem e, instantaneamente, se interessam pelo pintor Juan Antonio (Javier Bardem). Também, pudera! Vicky está noiva e parece ser sensata ao que diz respeito ao amor. Cristina, o oposto. Uma criatura movida pela paixão. Juan as convida - naturalmente - para uma viagem. Quem aceita o convite?! Como nem tudo são flores, ambos precisam lidar com a ex-esposa desequilibrada de Juan, Maria Elena (Penelope Cruz). É uma verdadeira e complexa relação a quatro, eu diria. A fotografia do filme me encantou!




Anie Hall (Noivo Neurótico, Noiva Nervosa), 1977, conta a história da união de dois seres bastante distintos, embora inicialmente compatíveis. Alvy Singer (interpretado pelo próprio Woody Allen) faz terapia há anos, é divorciado e humorista. Annie, uma mulher um pouco incompreensível, é cantora em início de carreira. Aqui, vemos a clara trança de afeto e divergências.




Já conhece o trabalho do Woody Allen? O que acha deles? Caso não conheça, escolha um filme, faça uma pipoquinha e depois volte aqui, para contar o que achou.

Beijos e até!